terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O amor nasce de um olhar,

cresce de carinho, alimenta-se de um beijo, vive de um sorriso, morre de ingratidão e ressucita de um perdão. Mas na maioria das vezes as pessoas querem que o amor nasça de um pegada, cresça de palavras, e se morrer não ressucita nunca mais... O amor oide até não ressucitar com um simples perdão, mas pode não morrer por ingratidão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário