sexta-feira, 16 de setembro de 2011

"Se amizade for isso" #Capitulo 3:Não era coisa de criança!

  Parece que ela gostava de me perceguir... Além de chamar minha amiga de... e falar mal de mim até mandar parar, a garota apelou para minha família,,, Ela falava que meu avô era ladrão , minha mãe chata... E o pior é que ela ligava lá pra casa, fazendo uma de anjinho, e invertia a situação, falava que eu q falava mal dela,,, Aí já não era mais coisa de criança... Já tinha passado dos limites!
   Bom com essa chatice passou a 4° serie... No 6° ano, essa menina ainda não tinha desistido de me fazer perder a paciência, ela falou pra escola inteira que eu tinha ficado com um menino, que era horrível e tal, mas eu nem liguei... O pior é que a gente começou a gostar do mesmo garoto, um menino da nossa escola, que só queria ver nós duas como amigas, mas ela gostava de mostrar para mim que ela era melhor, e ficou dando em cima do garoto, eu fiquei morrendo de ciúmes, pela segunda vez ela conseguiu me tirar do serio, mas dessa vez fiquei na minha, pra ver se ela pensava que eu não tava nem ligando e parava.... Até que deu certo por um tempo, mas...
Ela não desistia, gostava de pegar no meu pé, colocou minha melhor amiga contra mim, falando que eu tinha chamado essa minha amiga (a Isabela) de horrorosa e tal, eu fiquei brigada com a Bela, e isso pra mim foi a morte pra mim... tinha conseguido me deixar no fundo do poço... Fiquei um bom tempo malz., triste, sem conseguir nem olhar na cara da Bela, pois pra ela EU era a amiga infiel...
 Não era uma garota fácil de fazer amizades, e a única pessoa que andava comigo depois que   briguei com a Fernanda foi a Isabela... E, eu sem amizades e sem apoio fui tentar falar com a Bela:
  _Isabela, a Fernanda tá mentindo, pode perguntar para todo mundo, eu nunca falei mal de voc, e nunca voi falar, voc é minha melhor amiga!
  Mas a Belinha me ignoro.. E agora, eu estava sozinha naquela escola, sem amizades, sem a Belinha e precisando de um apoio !....




                    Continua....

Nenhum comentário:

Postar um comentário